ESPAÇO DE APOIO A INFORTUNADOS, MISERÁVEIS E DESGRAÇADOS EM GERAL
Quarta-feira, 8 de Outubro de 2008
5 de Outubro (efeito retardado)

Parece que houve grande debate sobre o significado do discurso de Cavaco no 5 de Outubro. Posso estar enganado, mas acho que o homem só disse que é preciso assumir, com verdade, que isto anda mal. É mais ou menos o que qualquer ser humano com televisão anda por aí a dizer nos cafés; a única originalidade é que Cavaco o faz com um pouco mais de saliva em castelo nos cantos dos lábios. Claro que os jornalistas e analistas políticos deliram com estas coisas, porque é suposto ser uma alusão ao estilo propagandístico de Sócrates. Mas a forma de comunicar do presidente é eminentemente cobarde, contrária à "verdade" que reclama como um exclusivo seu. De Cavaco, nunca se ouviu nada de frontal ou de corajoso, seja uma crítica directa ou um elogio focalizado. Apenas ideias vagas, um permanente recurso a senso comum, generalidades e banalidades, aqui e ali polvilhadas com alegados conteúdos subliminares que alguém se dá ao trabalho de interpretar. A não ser, claro, que se trate do estatuto político do Açores. Se Cavaco acha de facto que Sócrates anda a exagerar nos truques de propaganda, como toda a gente acha, tem de dizê-lo de forma clara.



publicado por João às 01:27
link do post | comentar | favorito

Correio
carpideiras@sapo.pt
Subscrever
arquivos

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Julho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Junho 2010

Janeiro 2010

Outubro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Dezembro 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
16
17

18
19
20
21
22
23
24

25
26
27
28
29
30
31


subscrever feeds