ESPAÇO DE APOIO A INFORTUNADOS, MISERÁVEIS E DESGRAÇADOS EM GERAL
Quarta-feira, 4 de Junho de 2008
Constatações dos 30

Uma vez que já não é só um caso isolado, cheguei à conclusão que para determinado perfil de mulheres, a pílula é muito mais do que um método contraceptivo. Aquele pequeno comprimido diário tem uma função social importante: comunicar a toda uma rede social, de forma sub-reptícia (ou nem por isso), o andamento das relações íntimas. Quando alguém dessa estirpe feminina quer informar terceiros que houve uma separação, basta dizer que está com distúrbios hormonais porque deixou de tomar aquele fármaco, nem que esses distúrbios sejam dois gramas a mais na nádega direita ou o nascimento de um novo pelo púbico na virilha esquerda. Quando alguém desse universo se vê na necessidade de comunicar que interrompeu um ciclo sem sexo e voltou a dar umas quecas com o namorado, diz de maneira casual que está com borbulinhas na cara porque está novamente a tomar a substância. O princípio de que para bom entendedor meia palavra basta está na base desta forma de comunicação. Um dia, haverá uma ilha para onde serão deportados os indivíduos que ou falam com palavras completas ou simplesmente não falam.



publicado por João às 02:23
link do post | comentar | favorito

Correio
carpideiras@sapo.pt
Subscrever
arquivos

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Julho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Junho 2010

Janeiro 2010

Outubro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Dezembro 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
16
17

18
19
20
21
22
23
24

25
26
27
28
29
30
31


subscrever feeds